ENTREVISTA – RUGGERO fala sobre seu primeiro álbum “É a realizaçāo de um sonho”

reproduçāo instagram

 

RUGGERO fala sobre seu primeiro álbum “È a realizaçāo de um sonho”

Em entrevista exclusiva ao Portal Reggaeton, o cantor italiano RUGGERO falou absolutamente tudo sobre seu primeiro álbum intitulado “RUGGERO”, a experiência de o ter feito durante a pandemia, se gostaria de fazer um remix de uma de suas músicas, planos para o futuro e mais.

Confira a entrevista completa:

 

Vamos começar falando sobre seu álbum. O processo de criação e gravação do álbum ocorreu durante a pandemia ou o álbum já estava pronto?

Não, o álbum inteiro foi composto apenas em quarentena. Ano passado durante todos esses meses de confinamento em casa, na verdade, no começo nem tínhamos a ideia de escrever um álbum era mais para compor e fazer um experimento de compor à distância, fazendo sessões de composições através  do Zoom.
No final acabou dando muito certo, começamos a perceber que estava funcionando bem escrever assim. Por que não seguimos? Até que terminamos de escrever umas 13 músicas, aí acabamos escolhendo apenas dez para entrar no álbum. Esse tempo nos serviu para eu focar em mim mesmo. Eu sinto que foi uma sorte, todo o álbum foi composto com dois produtores e compositores de Miami, foi lindo porque nos conectamos a distância e foi o plus de tudo isso. A verdade é que foi lindo.

Como foi gravar o álbum durante a pandemia?

Bom, quando a gente terminava de compor uma música, os produtores mandavam uma base ou algo do tipo para que eu pudesse gravar a voz em casa, gravava uma voz guia e depois mandava para os produtores, lá eles terminavam de montar a música. Depois de termos as demos de todas as músicas, escolhemos quais iríamos realmente usar no álbum.
Depois quando a situação melhorou um pouco, e os estúdios começaram a reabrir eu acabei indo para lá, gravar todas as vozes. Embora ainda existam algumas canções que mantivemos a voz original.

Como você se sentiu com a recepção que seu álbum teve? 

Incrível! A verdade é que estou muito feliz, pois as pessoas ouviram do começo ao fim, isso é algo que me surpreendeu. Sinto que estamos em um momento em que não estamos acostumados a ouvir álbuns completos, é mais single por single e eu também sou assim, quando um artista lança um álbum eu escuto ele inteiro e depois só os singles. Mas o meu álbum foi composto dessa maneira para que você o escute inteiro.

O que significa  para você lançar seu primeiro álbum?

Bem, realmente é a realização de um sonho que eu tinha desde pequeno.
Lançar minha carreira como cantor solo foi um sonho, mas lançar um álbum em uma época em que não estamos acostumados a lançar álbuns… Tenho orgulho de ter feito isso e das decisões que tomei com as pessoas que eu trabalho de lançar um álbum e não singles. Eu sinto que o primeiro álbum é uma carta de apresentação. “Sou Ruggero, é isso que eu gosto de fazer e desde aqui começamos essa aventura, esse caminho e mostrando sempre coisas novas”

 Qual das músicas do álbum você mais gostou de compor e gravar?

Gostei muito de gravar a música ʺGelatoˮ, me diverti muito gravando e do lado da composição acho “Puedeˮ e è uma grande canção, não só porque eu a escrevi mas acho que é uma grande canção também ʺSi Tu Não Estasˮ é uma ótima música, é muito difícil escolher uma música favorita. 

O que você diria ao Ruggero que começou sua carreira e agora está com seu próprio álbum?

Eu diria para fazer tudo o que sente vontade de fazer, no sentido de que se você tiver que errar, que cometa esse erro. Gosto de sentir aquelas emoções de querer fazer música e querer fazer as coisas bem, aprender o tempo todo, me descobrir, entendendo tudo que tenho dentro de mim para contar.

Qual é a melhor parte e a pior parte de compor um álbum remotamente?

A melhor parte é estar em casa, se você quiser fazer outras coisas, como ir na cozinha ou no banheiro, ou o que for, você está em casa e pode fazê-lo.
O negativo é não poder ficar com outras pessoas  e sentir aquela energia em um estúdio de gravação.

Você gostaria de fazer um remix de alguma música do seu álbum?

Sabe que eu sinto que essas músicas têm que deixá-las como são. Eu sou um pouco contra remix.
Para mim é melhor lançar uma música nova com outros artistas, do que fazer um remix que a música dure setenta horas.  Gosto de deixar a música como esta e prefiro escrever uma música nova com outros artistas e a partir daí fazer a música com eles.

Como nasceu a colaboração com o Dvicio?

Terminei de compor Usame e junto com o produtor pensamos, ʺEsta música está faltando alguma coisa, é preciso um featˮ então a partir daí fomos pensando até lembrarmos de Dvicio que tem um som muito parecido, então, enviamos a música para eles,e  resposta foi “Sim, vamos fazer, adoramos a mùsica”   e isso foi incrível pois eles são uma banda muito conhecida por todo o mundo.  Eu sinto que eles agregaram muito na música. Estou muito feliz e agradecido a eles por abrirem as portas da sua música e publico para mim.

Como você define seu momento atual?

Meu melhor momento, estou muito feliz, estou muito bem pessoalmente e artisticamente. Em um momento de muitas descobertas, de muitas mudanças positivas. Estou muito bem, agora vou me mudar, é uma nova energia também.  Muitas coisas boas estão acontecendo, entāo sigo assim trabalhando e ao mesmo tempo quando nao estou trabalhando passo a vida bem e desfrutando o momento

 Você vai mudar de país ou de casa? Você mora em Buenos Aires?

Vou me mudar de casa.
Moro em Buenos Aires, mas depois de muito tempo que estive procurando um apartamento que eu gostasse, eu encontrei e bom, vou me mudar essa semana.
Está um pouco complicado porque aqui na Argentina voltamos ao lockdown fase 1 então esta tudo fechado e vai ser um pouco complicado porque tenho que comprar coisas e todo mas vou organizar.

Quais são seus planos para o futuro ?

Muita música, sem dúvida! Fui para Miami compor e escrevi 17 músicas novas, e com certeza muito em breve vocês poderão ouvir essa novidade do Ruggero, cada coisa no seu tempo.
Eu gostaria de sair em turnê com esse primeiro álbum mas infelizmente por enquanto não é possível e quando puder novamente, vou ser o primeiro a pegar o avião, e ir para qualquer lugar, para o Brasil, para o México …

Como é para você promover seu primeiro álbum no meio de uma  pandemia? Como você se sente?

Obviamente estou bem porque estou feliz. De tudo isso que está acontecendo comigo, óbvio que se não houvesse pandemia muita mais coisas teriam acontecido como viajar para o Brasil e outros países para fazer uma promo  mas as coisas acontecem por algum motivo, agora eu tenho que promover o meu primeiro álbum a distância.

 Para terminar,  poderia deixar um recado a todos do Portal Reggaeton que acompanham seu trabalho:

Bem, a todos os meus amigos do Portal Reggateon, como vocês estão? Muito obrigado por ler essa entrevista. Obrigado a todo o público brasileiro, que sempre escuta minha música, realmente  todos os dias, vocês me escrevem e eu sou muito grato por tudo isso, eu os amo muito, espero que a gente possa ser ver em breve, e que vocês  escutem meu novo álbum Ruggero, muito obrigado, grande beijo.

 

 

Por: Mariana Alonso
Colaboraçāo: Nicole Jennifer

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

PORTAL REGGAETON - Copyright © 2017